Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Diálogo Poderes

No Fórum de Governadores, Reinaldo Azambuja endossa necessidade de diálogo entre Poderes

Governadores do Brasil querem se reunir com o presidente Jair Bolsonaro na próxima semana para tratar de pautas de interesse da sociedade

23/08/2021 12h10Atualizado há 2 meses
Por: Redação
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Governadores do Brasil querem se reunir com o presidente Jair Bolsonaro na próxima semana para tratar de pautas de interesse da sociedade e de desenvolvimento dos Estados. Em reunião do Fórum de Governadores, nesta segunda-feira (23), eles trataram da relação institucional entre os Poderes e também decidiram enviar convites para reuniões com o Legislativo e Judiciário.

“Definimos que vamos propor reuniões com o presidente da República e também com os presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), Câmara e Senado para discutir temas de interesse dos estados e municípios brasileiros. Vamos encaminhar essa pauta federativa para avançar com o desenvolvimento do Brasil”, explicou o governador Reinaldo Azambuja.

Vinte e quatro governadores e vices participaram do encontro virtual. Também compareceram os presidentes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, e do Comitê Nacional de Secretários da Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados e Distrito Federal (Comsefaz), Rafael Fonteles, que é secretário de Fazenda do Piauí.

Segundo acordado no encontro, os governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e do Piauí, Wellignton Dias, presidente e coordenador do Fórum, respectivamente, vão articular com os líderes dos Poderes as datas das próximas reuniões. O desejo dos governadores é que os encontros, presenciais ou virtuais, sejam realizados até a semana que vem.

Fonte: Subcom

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários