Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
UEMS

Periódico de educação, cultura e linguagem da UEMS prorroga prazo para submissão de trabalhos

A Revista Brasileira de Educação, Cultura e Linguagem, periódico semestral organizado pelos Docentes do Curso de Pedagogia e do Programa de Mestrado

20/07/2021 08h50Atualizado há 6 dias
Por: Redação
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Revista Brasileira de Educação, Cultura e Linguagem, periódico semestral organizado pelos Docentes do Curso de Pedagogia e do Programa de Mestrado Profissional em Educação da Unidade Universitária de Campo Grande da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS/Campo Grande), que visa divulgar trabalhos na área de Educação, Cultura, Linguagem e afins, prorrogou os prazos para a submissão de artigos na revista online.

O Periódico é uma ação conjunta dos pesquisadores associados ao Centro de Pesquisa, Ensino e Extensão em Educação, Linguagem, Memória e Identidade (CELMI) e do Grupo de Pesquisa Educação, Cultura e Diversidade (GPECD) de Grupo de Estudos em Fronteira, Turismo e Território (GEFRONTTER).

A equipe organizadora do periódico convida toda a comunidade científica a participar da chamada pública de 3 dossiês para submeter suas produções. O primeiro Dossiê tem o nome 20 Anos do GT-21 da Anped: Produção do conhecimento, Educação e Relações Étnico-raciais, e tem período de submissão de 03 de maio a 05 de setembro de 2021, com previsão de publicação para Outubro de 2021.

Organizado pela Profa. Dra. Eugenia Portela de Siqueira Marques - (UFMS/GT21 - Anped/ABPN) e pela Profa. Dra. Lucimar Rosa Dias - (UFPR/GT21 - Anped/ABPN), a produção deste dossiê será elaborado em comemoração ao aniversário de 20 anos do GT-21 da ANPEd - Educação e Relações Étnico-Raciais, composto por artigos dos pesquisadores(as) de diferentes instituições que integram o GT e que fizeram parte da coordenação e comitê científico, bem como pesquisadores/as engajados nos estudos e no desenvolvimento de pesquisas que abordam a educação e as relações as étnico-raciais.

Com o título Educação e Tecnologia: atuação de Professores(as) em Tempos de Pandemia do Covid-19, o segundo Dossiê é organizado pelo Prof. Dr. Djanires Lageano Neto de Jesus (UEMS), a Profa. Dra. Márcia Regina do Nascimento Sambugari (UFMS) e o Prof. Dr. Ronaldo Rodrigues Moises (Laboratório de Inclusão e Acessibilidade/UEMS), com período de submissão de 12 de maio a 05 de outubro, e previsão de publicação para novembro de 2021.

O conselho editorial da Revista junto aos organizadores explica que este Dossiê “visa debater os impactos da pandemia na formação de professores(as), bem como promover a discussão sobre a relação entre o processo educativo e as ciências digitais, a fim de divulgar os resultados de pesquisas e experiências desenvolvidas da Educação Básica ao Ensino Superior  em diferentes Programas de Pós-Graduação do país e também nos países da América Latina”.

“A expectativa é de reunir neste volume, artigos, relatos de experiências, resenhas, ensaios que possam contribuir com pesquisadores/as e professores/as interessados/as em alternativas para refletirem e abordarem diferentes metodologias para a implementação do ensino e da aprendizagem em salas virtuais, com o apoio de diferentes recursos oferecidos pelas plataformas digitais”, conclui o Conselho.

O terceiro Dossiê, Currículos, Diferenças e Práticas de resistência na Escola Pública, é organizado pela Profa. Dra. Sirley Lizott Tedeschi (UEMS) e pela Profa. Dra. Luciana Lopes Coelho (UFGD). As organizadores destacam que em tempos de ataques constantes a educação pública e em meio a necropolíticas que buscam, incessantemente, a partir de práticas fascistas, racistas, homofóbicas, xenofóbicas, dentre tantas outras formas, discriminar, anular, inviabilizar as diferenças e os diferentes para produzir efeitos de homogeneização, este dossiê tem por objetivo principal produzir conhecimentos sobre currículos, diferenças e práticas de resistência na escola pública que possam contribuir para a multiplicação, adensamento e fortalecimento da heterogeneidade potencializando o surgimento de novas subjetividades, novos protagonismos e tantas novas maneiras de ser.

A equipe ressalta que serão bem-vindos artigos acadêmicos e ensaios que analisem e reflitam, a partir de diversas perspectivas, os desafios, potencialidades, enfrentamentos e resistências no que concerne ao currículo escolar, diante das arbitrarias políticas oficiais de igualdade, de identidade e de reconhecimento das diferenças. Destacamos estudos que contemplem as diferenças étnico-raciais e de gênero, educação escolar quilombola, educação indígena, educação do campo, educação de jovens e adultos, educação especial, estudos feministas, estudos queer, dentre outros, na perspectiva de construção de um currículo como território de multiplicidades, de desterritorializações, de proliferação de alegrias e afetos.

Fique atento ao prazo para submeter participação de trabalhos neste Dossiê, de 15 de julho a 15 de Fevereiro de 2022, com publicação prevista para março de 2022.

Os artigos, resenhas e ensaios deverão ser submetidos pelo sistema da Revista Brasileira de Educação Cultura e Linguagem (RBECL/UEMS), de acordo com as diretrizes para os autores, conforme as normas disponíveis nos Templates no endereço eletrônico:

https://periodicosonline.uems.br/index.php/educacaoculturalinguagem/index

Fonte:Comunicação UEMS

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários