Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Saúde

MS pede ao Ministério da Saúde 1,8 milhão de doses da vacina Janssen para imunização em massa no estado

Os secretários de Saúde municipais de Mato Grosso do Sul encaminharam o ofício ao Ministério da Saúde pedindo as doses da vacina produzida pelo grupo Johnson & Johnson. Isso não garante que a parcela do imunizante será destinada ao estado.

10/06/2021 06h00
Por: Redação

O Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul (Cosems-MS) fez um pedido ambicioso ao Ministério da Saúde, no final dessa terça-feira (8). Os secretários enviaram um ofício pedindo que 1,8 milhão, das 3 milhões de doses da vacina Janssen sejam destinadas exclusivamente ao estado para uma vacinação em massa. O apelo não garante que a parcela dos imunizantes seja enviada ao Mato Grosso do Sul.

As doses da vacina produzida pela Johnson & Johnson devem ser enviados ao Brasil ainda na próxima semana e possuem validade até o dia 27 de junho, de acordo com o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula.

De acordo com o Cosems-MS, com o quantitativo de doses da Janssen enviadas ao Brasil e o recorte para Mato Grosso do Sul, o estado poderá imunizar toda a população, dentro do prazo de validade do farmacológico. Com isso, o Ministério da Saúde pode iniciar um estudo para observar os números de internações e mortes por Covid, após a vacinação em massa.

O pedido do conselho utiliza como argumentos para o destino da grande quantidade da vacina ao estado, a situação de colapso que os municípios vêm enfrentando e o desempenho demostrado na imunização, visto que Mato Grosso do Sul está em 1º lugar na aplicação da primeira e segunda dose da vacina contra Covid.

No ofício enviado ao Ministério da Saúde, os secretários dizem que, caso recebeam as doses da Janssen, poderão "ter agilidade na distribuição e aplicação das vacinas". A ambição é de que as doses sejam distribuídas aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul em apenas 12 horas e garante que, em até cinco dias, todas as 1,8 milhão de doses seriam aplicadas.

O presidente do Cosems-MS, Rogério Leite, disse que a questão da logística e o destaque de Mato Grosso do Sul no cenário nacional da imunização contra Covid, foram importantes fatores para elaboração do ofício.

"Visto a data de vencimento, colocamos Mato Grosso do Sul à disposição do Ministério da Saúde. Estamos em uma época com grande incidência da Covid. O estudo experimental seria feito no estado para servir de exemplo ao Brasil", detalhou Rogério.

Rogério disse que há uma análise técnica do ofício está sendo feita pelo Ministério da Saúde e pelo Conass, que verá a condição de disponibilizar as doses. "Acredito que as respostas sejam breves, para Mato Grosso do Sul", finalizou.

Fonte: G1

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Campo Grande - MS
Atualizado às 19h38
23°
Muitas nuvens Máxima: 27° - Mínima: 16°
23°

Sensação

6 km/h

Vento

69%

Umidade

Fonte: Climatempo
arranha-céu
arranha-céu2
Anuncio retângulo médio 1
Anuncie aqui
Municípios
anuncio médio 2
Últimas notícias
Retângulo médio
Mais lidas
Retângulo médio 4
Anúncio