Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Economia

A uma semana do Dia das Mães, salário de servidores injeta R$ 418 milhões na economia

Já estão na conta os salários dos 79 mil servidores estaduais de Mato Grosso do Sul. O pagamento antecipado, referente à folha de abril, injeta mais $418 milhões

01/05/2021 09h20
Por: Redação
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Já estão na conta os salários dos 79 mil servidores estaduais de Mato Grosso do Sul. O pagamento antecipado, referente à folha de abril, injeta mais de R$ 418 milhões na economia estadual a uma semana do Dia das Mães, a segunda data mais lucrativa para o comércio que funciona neste sábado (1°).

Ao programar o pagamento, o governador Reinaldo Azambuja destacou o planejamento financeiro em benefício do funcionalismo público. “Com salários na conta, os servidores têm previsibilidade. Já os lojistas podem se programar e fazer promoções”, disse.

Em Campo Grande, a maioria das lojas do centro e dos shoppings vai abrir neste sábado, 1° de Maio, Dia do Trabalhador, para aumentar as vendas. Acordo entre sindicatos dos trabalhadores e de lojistas permitiu horário flexível no feriado. 

Estimativa da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de MS) é de que a data comemorativa que neste ano cai em 9 de maio movimente mais de R$ 190 milhões em todo o Mato Grosso do Sul.

Às compras

Para diminuir perdas nos setores de comércio e serviços, causadas pelas medidas restritivas da pandemia de coronaravírus, o Governo do Estado flexibilizou o toque de recolher em Campo Grande entre os dias 5 e 9 de maio. Nesse período, o horário de restrição será das 22h às 5h.

A decisão atende a demanda da Fecomércio-MS, Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) e Faems (Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul).

Fonte: Subcom

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários