Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Leve Melhora

Ocupação em leitos de covid-19 caiu pela 1º vez em 2 meses em MS

Na Capital, o número de ocupações se manteve estável, mas é o maior em 60 dias

11/02/2021 09h20
Por: Redação
Fonte: Campograndenews

Após atender os casos resultantes das festas de final de ano, os hospitais voltaram a registrar queda na ocupação de leitos adultos para tratamento de pacientes com covid-19, nos últimos dois meses, em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o mapa hospitalar do plano de contingência para o enfrentamento à pandemia, publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado, dez leitos de UTI foram desocupados, em 20 dias. No mês passado, a internação de pacientes graves atingiu o máximo de 298 vagas, enquanto em fevereiro o número caiu para 288.

No início de dezembro do ano passado, 217 leitos de UTI estavam ocupados no Estado, indicando que houve disparada de casos em quase 30%, após as festas de final de ano.

Em relação aos leitos clínicos, também houve redução da ocupação. Eram 710 em uso no final do mês passado e a ocupação caiu para 703 vagas. Mesmo assim, o número triplicou em relação ao início de novembro, quando havia apenas 217 vagas deste tipo ocupadas. O salto também se deu após as comemorações de Natal e ano novo.

Capital - Depois de atingir o maior número de ocupação de leitos em dois meses, Campo Grande estabilizou as internações devido a covid-19, nos últimos 20 dias.

As vagas para atender pacientes graves se mantiveram em 129, um aumento de 32,5% em relação ao começo de dezembro, quando havia 87 pessoas ocupando os leitos de UTI adulto. O salto foi de quase 100% em relação aos leitos clínicos, passando de 109 para 197.

A maioria dos leitos ocupados está no Hospital Regional, unidade referência no tratamento da covid-19. Conforme o mapa, estão ocupados 192 leitos clínicos e 79 de UTI.

Também se mantêm no número máximo de ocupação, os leitos pediátricos. Em relação a dezembro, as vagas de UTI continuam em quatro, porém os clínicos saíram de seis para 42.

Conforme o mapa, não há mais perspectiva de abrir novas vagas no Estado.

De acordo com o boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde), divulgado nesta quarta-feira, mais de 167,7 mil pessoas foram contaminadas pelo coronavírus, sendo que mais de 3 mil morreram.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários