Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Esporte

Jornais alemães colocam em xeque permanência de Low na Alemanha.

Derrota histórica foi destacada por toda a imprensa esportiva do país e jornais.

18/11/2020 14h00
Por: Redação-1

A imprensa alemã não foi piedosa com Joachim Low após a histórica derrota para a Espanha por 6 a 0 na Liga das Nações.

Diversos meios de comunicação questionam a capacidade do comandante de seguir à frente da seleção depois de sofrer o pior revés da história da equipes desde 1931. Enquanto o técnico balança no cargo, nomes como o de Hansi-Flick são cogitados.

A revista "Kicker" disse que há um "debate para encerrar o ano", em referência a continuação de Low no cargo ou não. Enquanto isso, o "Der Spiegel" comparou a seleção espanhola com uma "bola de destruição que acabou com o que foi construído desde a Copa do Mundo de 2018", além de criticar o sistema defensivo do time.

O "Bild", um dos maiores jornais alemães, afirmou que a derrota foi um "desastre histórico", disse que Low vive uma queda e lembrou que esta foi a maior derrota desde 1931, quando a Alemanha também sofreu um 3 a 0 para a Áustria.

Já o "Die Walt" foi contundente ao afirmar que a derrota da seleção nacional foi vergonhosa e diz que "Joachim Low terá que responder muitas perguntas" para seguir no cargo.

Seguindo a linha da "Kicker", o jornal também acredita que um debate será criado para discutir a permanência ou não do campeão do mundo em 2014.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários