Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Cotidiano

Usuários de drogas tiram o sono de quem vive no bairro Amambai.

Quem vive por ali afirma que solução é tratamento para os dependentes químicos.

27/10/2020 09h00
Por: Redação-1

Moradores do bairro Amambai, no entorno da Escola Estadual Maria Constância de Barros Machado, denunciam que suas casas estão sendo invadidas por usuários de drogas, vindos da região da antiga rodoviária. Um morador, que preferiu não se identificar, teve a casa invadida após um deles pular o muro e o portão de acesso. Outro, comerciante, costuma ajudar oferecendo água gelada e galões para que eles tomem banho.

A presença de viaturas da Polícia Militar é frequente, mas as abordagens se resumem a vistorias e orientações. O que todos concordam é que as pessoas que ocupam terrenos baldios e imóveis abandonados da região, merecem olhar atento do poder público e o vício deve ser tratado como doença.

Durante os primeiros meses da pandemia de coronavírus, escolas municipais passaram a oferecer acolhimento à população em situação de rua. Lá, contaram com atendimento médico, alimentação, banheiro com chuveiro e atendimento psicossocial. Na opinião de um comerciante local de peças de eletrodomésticos, que preferiu não se identificar, a ação deveria ser contínua.

Cabelereiro de 29 anos, também morador da região, teve a casa invadida por usuários durante o dia. A casa onde ele mora, com mais duas pessoas, fica nos fundos de uma vila de kitnets. O lava jato que funcionava ao lado fechou no final do ano passado e, de lá para cá, o espaço vem sendo ocupado como um ponto de uso de drogas. “Não consigo ir na padaria, que é três quadras de casa, sem que pelo menos um deles me pare. Vizinhos meus, incluindo a dona das kitnets, não aguentaram a insegurança e mudaram daqui”.

Na rua lateral da casa dele três imóveis estão para alugar, somente na primeira quadra. Um deles era de cliente do seu salão, que também preferiu trocar de endereço. “Quem coloca para alugar ou vender fica sete, dez anos para arrumar inquilino ou comprador. A maioria são muros altos, alguns fechados com concertina, mas mesmo assim eles pulam. Esses dias colocaram um pano sobre a concertina para entrar em uma casa”, afirma

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Campo GrandeCampo Grande - MS Campo Grande é um município brasileiro da região Centro-Oeste, capital do estado de Mato Grosso do Sul. Reduto histórico de divisionistas entre o sul e o norte, Campo Grande foi fundada por mineiros, que vieram aproveitar os campos de pastagens nativas e as águas cristalinas da região dos cerrados.
Campo Grande - MS
Atualizado às 18h47
23°
Muitas nuvens Máxima: 28° - Mínima: 21°
23°

Sensação

11 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
arranha-céu
arranha-céu2
Anuncio retângulo médio 1
Municípios
anuncio médio 2
Últimas notícias
Retângulo médio
Mais lidas
Retângulo médio 4
Anuncie aqui