Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Anuncie aqui topo
Futebol

Sem atuar desde o ano passado, Jadson é anunciado pelo Athletico-PR

Revelado no Furacão, meia de 37 anos retorna ao clube após 15 anos

10/10/2020 08h39
Por: Redação

O Athletico Paranaense anunciou nesta sexta-feira (9) o retorno do meia Jadson, após mais de 15 anos. O jogador, de 37 anos, volta ao clube que o revelou e pelo qual foi vice-campeão brasileiro em 2004, marcando 15 gols na competição. O contrato é válido até maio do próximo ano.

“[O Athletico] foi o clube que me abriu as portas para o futebol e para o mundo. Estou de volta aqui para tentar conseguir coisas importantes junto com o grupo e dar alegrais à torcida atleticana”, disse o meia ao site oficial do Furacão.

Jadson estava sem clube desde a dispensa do Corinthians, em janeiro. Ele não joga desde dezembro, quando atuou por 45 minutos na derrota do Timão para o Fluminense, pela última rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O nome do jogador apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), liberando-o para reestrear pelo Athletico.

O meia deixou o clube em 2005, negociado com Shakhtar Donetsk (Ucrânia), onde foi tricampeão ucraniano e campeão da Copa da Uefa (atual Liga Europa) em 2009. O desempenho na Europa o levou para a seleção brasileira, pela qual fez oito partidas e um gol, integrando o elenco vencedor da Copa das Confederações de 2013.

Jadson retornou ao Brasil em 2012 para atuar no São Paulo. Dois anos depois, mudou-se para o Corinthians, onde foi bicampeão brasileiro. Entre as duas passagens pelo Timão (2013 a 2014 e 2017 a 2019), o jogador defendeu o Tianjin Quanjian (China) em 2016.

“Sou muito grato a Deus por tudo que ele me proporcionou. Pude conquistar títulos e jogar na seleção. Mas sempre sonhei em voltar. Estou realizando esse sonho. Vim para mostrar resultados e não passear”, garantiu o meia, que já estava há duas semanas realizando atividades no Centro de Treinamento Alfredo Gottardi, o CT do Caju.

Peixe liberado

Também nesta sexta, o Santos anunciou que foi liberado da punição imposta pela Fifa, que o impedia de contratar e registrar reforços. O clube paulista conseguiu negociar os cerca de 4,5 milhões de euros (R$ 29,43 milhões, na cotação atual) que devia ao Hamburgo (Alemanha) pela contratação do zagueiro Cleber Reis, atualmente emprestado à Ponte Preta.

Os alemães toparam receber 3,1 milhões de euros (R$ 20,27 milhões) para encerrar a dívida. Segundo o presidente em exercício, Orlando Rollo, dois milhões de euros já foram empenhados, sendo 1,5 milhão de euros emprestados pelo conselheiro (e pré-candidato à presidência do clube) Andrés Rueda e 500 mil euros do próprio caixa santista. Na próxima semana, serão pagos mais 500 mil euros, oriundos da venda do zagueiro Jackson Porozo ao Boavista (Portugal). O pagamento dos 600 mil euros restantes será feito em parcelas.

Autorizado, enfim, a se reforçar, o Peixe agiu rápido e anunciou Laércio, ex-Caxias. O defensor, de 27 anos, estava há um mês no Centro de Treinamento Rei Pelé, mas dependia que a punição ao Alvinegro fosse retirada para, enfim, ser confirmado como jogador santista. O nome do zagueiro, eleito o melhor jogador da final do Campeonato Gaúcho deste ano, já consta no BID da CBF.

Fonte: Agência Brasil

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários